Translate

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Combate


É preciso seguir. Determinou.
Entregando-se as atividades cotidianas e à sua solitude.
E quando por fim pensa estar protegida dela mesmo,
 Acorda tão carente que deseja , mais uma vez, o que nunca a pertenceu... 


Somaia Gonzaga




sábado, 11 de novembro de 2017

Pulsando....


É mais uma primavera,
Que anela e revela
Sensibilidade em contínua erupção.

Quarenta sucedidos,
Mais sete são vividos
No peito um sentido
De repleta emoção.

Ascende em boa hora,
Numa alma que aflora,
Gratidão por cada estação.






Somaia Gonzaga





domingo, 29 de outubro de 2017

Devoção



Ah! O amor ...
É sentido,
E dado de graça,
Cromatiza a vida,
Quando se instala.

Não impõe retribuição,
Nem consolo impelido.
 O amor e romance
Nem sempre juntos
São vividos.

O meu querer não dói,
Pois que me constrói,
Desejo que por vezes atormenta,
Ternura que resiste ao tempo,
E ausência.



Somaia Gonzaga





quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Retida



É manhã. Procuro inspiração para compor versos-inversos e nada brota... 
A ausência dos fatos me impossibilita. 
Dia branco, mente cinza. 


Somaia Gonzaga



quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Fascínio




E o sol nasce de novo.
E cai a chuva...
Transcorrem os segundos,
Horas,
Dias,
Meses,
As coisas mudam o tempo todo.
Exceto a minha vontade de você.



Somaia Gonzaga


domingo, 17 de setembro de 2017

Transformar coisas velhas em novas e atrativas.



Aprendi a customizar. Moderna designação para aproveitar o que normalmente iria para o lixo.  Gostei muito das gavetas, por ser bem simples.  É só pegar uma gaveta velha, lixar, pintar, decorar e pronto! Fica novinha em folha.  Daí você pode transformá-la em quadro, criado-mudo, nicho, estante e no que você quiser. Nem precisa ser um artista para reaproveitar um objeto corroído pelo tempo. Curioso é que equiparei aos sentimentos negativos, como guardar mágoa, rancor, que só nos causa mal-estar.  Equivale olhar para um objeto velho e antigo dentro de casa e sentir-se angustiada. Ao invés de se desfazer do utensílio ou lembrança, podemos transmudá-los. Eu consegui converter antigos acontecimentos chatos e relações desgastadas em únicas, é só usar a criatividade. É mais difícil, mas se consegue com paciência. Pensa naquele ocorrido sacal, filtra o que houve de bom e pronto! O resultado vale à pena. 

Decerto alguma coisa você aprendeu. Tudo é arte, viver também.

Somaia Gonzaga






domingo, 10 de setembro de 2017

E se o amor me foge




E se o amor me foge
Lanço-me ao mar
Entrego-me ao abraço das águas

E me ponho a sonhar...


Somaia Gonzaga



segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Eu abarco...



Escolhestes singrar outros mares
Em nova embarcação.
Não há nada a fazer...
Eu nau pequena,
Navego serena

No mar da solidão.

Somaia Gonzaga



domingo, 20 de agosto de 2017