Translate

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Florir


As gotas que caem sobre meu corpo
Lavam minh' alma
Provocando algo indecifrável...
E assim deixo-me ser regada.
É que com a chuva eu floresço.

Somaia Gonzaga

domingo, 9 de julho de 2017

Ponto final.




E quando o amor finda,
Leva consigo um pouco da gente,
Deixando uma porção dele mesmo,
No peito que chora e consente a despedida.

Nada de amarguras ou tristezas,
Resta a lembrança das alegrias vividas
Mesmo com a dor da partida.

E é quando a paz me enche a alma,
Ao recordar daquele sorriso que tanto me encantava.



Somaia Gonzaga




domingo, 25 de junho de 2017

Na imensidão do ser há mar.


Na imensidão do ser há mar.

Amar, sonhar, amar,
Amar a presença,
Amar a ausência,
Amar, chorar, amar,
Amar é paciência,
Amar na dor amar,
Amar  sem cobrança,
Amar na bonança,
Incondicionalmente.
Amar, amar.
E há mar...



Somaia Gonzaga



domingo, 18 de junho de 2017

quinta-feira, 1 de junho de 2017

A todo momento...



Há tempos,
A saudade tem nome,
Densa,  inócua,
Estridente...
Secreto o meu pulsar,
E decreto meu silêncio...
Armadilha do destino,
Rota sem direção.
Nas sôfregas horas que passam,
A ausência evidencia secura,
Longos dias...
Desperto para o abandono,
Ouço a emoção e me entrego à urgência que eclode agora.

Somaia Gonzaga

01/06/17

domingo, 21 de maio de 2017

Sentimentos da chuva que florescem no inverno



Domingo chuvoso,
E o frio adentra meu quarto.
Vasto, escasso.

Sob as cobertas observo  os golpes fortes
Das gotas de chuva em minha minha janela.
Que inundam a alma e regam idéias.
Floresço.

A cada gota que cai
Lembranças...
Transbordo.

A melodia da chuva
Som mais que perfeito e nostálgico,
 Me acalenta,

Gélido vento invade o recinto,
Estremeço e intento,
Quem me dera teu calor,
Quem me dera teu amor agora.

Somaia Gonzaga




quarta-feira, 17 de maio de 2017

Leveza...




Hoje acordei borboleta.
Leve e colorida,
Recém saída do meu casulo
Não mais importante da lagarta que um dia fui,
mas, sobretudo leve.



Somaia Gonzaga

domingo, 7 de maio de 2017

Confissão...




Às vezes renego você em mim,
Em algumas até consigo...
No entanto, na tua presença aliciante,

Num ápice, explodo em mil sentidos.

Somaia Gonzaga




terça-feira, 2 de maio de 2017

Sensações...




A chuva cai.
 E um cheiro de terra molhada invade as paredes do recinto. 
Doce odor que impulsiona emoções. 
A Noite é fria, o café quente e eu vestida de nostalgia.
E chove... 
Chove em sossego nas ruas escuras e esquecidas de mim.


Somaia Gonzaga



sexta-feira, 21 de abril de 2017